Espiritualidade e estilo de vida

O Tabu do Elogio – Uma pratica em extinção

By  | 

O Tabu do Elogio!

Em plena Era da Informação, somos constantemente bombardeados com novas informações e pesquisas. Em quantas dessas pesquisas já lemos ou vimos os cientistas e psicólogos a reforçarem que as crianças precisam de ser elogiadas, ainda mais que criticadas? Inúmeras! Principalmente se já és mãe/pai, sabes exactamente ao que me refiro, esta informação é reforçada até nas consultas periódicas de pediatria. E a verdade é que toda a gente que lida com crianças deve ter esse cuidado, de elogiá-las, para que se tornem adultos saudáveis e com uma boa auto estima, claro que tem de ser uma coisa controlada, elogios, quando a criança “não os merece” pode transmitir a ideia de que ela pode fazer o que bem quiser que os adultos vão sempre apoia-la, mesmo que faça asneiras… O Tabu do Elogio!

O Tabu do Elogio

Então porquê o título “O Tabu do elogio”, perguntas tu? Bem, acontece que toda a gente concorda que elogiar as crianças é muito bom e deve ser feito com bastante frequência, mas, então e os adultos? Ah, elogiar um adulto é um bocado piegas e maricas… Porque os funcionários das lojas que passam 8 horas a aturar clientes, que são muitas vezes mal educados e descarregam em cima do primeiro que lhes aparece à frente, nem um simples “bom dia” merecem, quanto mais um elogio por não estarem a demonstrar que também tem problemas na vida e estarem ali com um sorriso na cara mesmo tendo alguém a cuspir-lhes para cima… “mas isso é o trabalho deles, eles são pagos para estarem ali…” Claro que sim, ninguém trabalha de borla, mas para além de serem muito mal pagos, que é a realidade de Portugal, eles estão a fazer esse trabalho bem feito e é aqui que está a grande diferença. Quem é que se inibe de reclamar quando é mal servido? Então se não nos inibimos de reclamar também não nos devemos inibir de cumprimentar, de agradecer e principalmente de elogiar, quando a pessoa em questão está a fazer BEM o seu trabalho… e isto é só um pequeno exemplo num tão vasto leque de situações diárias!

O Tabu do Elogio
O grande problema da sociedade, da portuguesa pelo menos, é nós humanos, nos esquecermos que a pessoa que nos serve o pequeno almoço no café logo de manhã, é um humano, que o varredor que está a varrer o papel que acabamos de atirar para o chão, é um humano, que quem dirige o autocarro que está atrasado, é um humano, que quem passa as compras na caixa do supermercado, é um humano… tal e qual como eu sou um humano, e tu é um humano! Têm problemas e sentimentos, como nós. Estão a ser pagos sim, tal e qual como tu és pago. Mas tu não gostas que não deem valor ao teu esforço no teu trabalho, eu não gosto. E um elogio? Quanto custa?

O Tabu do Elogio

Em algumas situações menos boas, um elogio, já me fez o dia. Os elogios podem mudar a vida de uma pessoa, dão força nos piores momentos da vida. E nós nunca sabemos o que a outra pessoa está a passar, porque qualquer pessoa pode pôr um sorriso na cara, mas nem toda a gente que sorri é feliz. Quantas vezes já estiveste mal, mas por uma razão ou outra forçaste um sorriso quase de lágrimas nos olhos, por causa de todos os problemas que te inundavam a vida? E se alguém te tivesse feito um elogio nesse preciso momento? Provavelmente tudo tinha sido diferente, se calhar não tinhas te sentido tão perdido e sem saber o que fazer. Imagina quantas pessoas, que se suicidaram, podiam ainda estar vivas, se simplesmente alguém as tivesse elogiado? É difícil de imaginar… mas é fácil perceber.

O Tabu do Elogio
Um elogio, um “obrigado”, um “tenha um resto de dia feliz” pode até salvar uma vida, e o que custou? Nada… são só palavras, carregadas de boa energia e carinho, mas não deixam de ser SÓ palavras.
Eu hoje fiz o teste, fui beber um café a uma pastelaria muito movimentada, e para além do habitual “obrigada, boa tarde”, disse também “tenha o resto de um excelente dia”, isto nem é um elogio é só uma “mensagem positiva”, mas o rapaz, que já me estava a virar as costas enquanto me respondia quase num murmúrio o “obrigada nós” do piloto automático, até voltou a virar-se para mim com um sorriso de espanto positivo e respondeu “MUITO OBRIGADO! PRA SI TAMBÉM” quase a gritar de satisfação. E acredites ou não, não me custou nada, até pelo contrário, eu fiquei verdadeiramente feliz por ter feito aquele rapaz feliz.

A conclusão a que quero chegar é, elogiar não dói, não custa, não é maricas, e sim… os machos também podem elogiar, prometo que não vão ficar menos viris por dizerem “excelente trabalho, muito obrigado pela sua paciência”. Ninguém parece fraco por elogiar outra pessoa, até pelo contrário, elogiar faz-nos mais fortes, mais críticos e mais aptos para as mudanças, torna-nos adultos mais conscientes e coerentes, e pode ter benefícios inigualável para quem recebe os elogios. Por isso, elogia, sem medos sem tabus! O tabu do elogio é fácil de contornar, basta irmos praticando.

Poderás ter interesse: Qualidade de vida – 11 mantras e Dicas para poupar nas compras.

Miriam Curado

(Visited 104 times, 1 visits today)

1 Comment

  1. Ni

    29 Junho, 2018 at 1:44 pm

    Adorei. Sinto tanto isso. Quando a minha energia está na reserva parece que o mundo vai cair. Mas quando me disponho a ser positiva e a agradecer de forma entusiasta, torna-se tudo tão fácil!O mundo teria muito mais amor se acabassem os tabus!!!

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.